Ultra Trail Douro-Paiva 2015

Já falei neste post sobre esta zona! Tenho a sorte de ter uma casa de família perto de Cinfães que me permite desligar o meu botão cosmopolita!
Assim que o meu marido ficou a saber da prova, tratámos da inscrição! Uma oportunidade única de juntarmos férias, trail e descanso! Perfeito!

Já a contar os dias, estava entusiasmadíssima porque, para além da prova, podia aproveitar as jornadas técnicas, com atletas que admiro! É sempre bom estar perto de quem nos inspira e de mais uma vez confirmar que também eles têm os seus receios, os seus dias de preguiça e como vão à luta perante os desafios que vão surgindo! 

Hora de levantar dorsais e confirmar a vontade que trazia comigo, mudar da prova dos 18k p os 35k! Consegui! Estava mais feliz, mas também mais nervosa! Já tinha feito 48k, mas respeito MUITO as serras e como as provas se distinguem entre si, por isso é sempre uma novidade!

Depois do jantar rico em hidratos de carbono :), que já venho a aumentar desde o início da semana, é hora de deixar tudo pronto! Na manhã seguinte não pode ficar nada para trás!
Dia antes da prova é dia de deitar cedo! Sempre!

11748617_10206141510248471_1663500607_n

São 9h e estamos em cima do rio Douro, o cenário da partida já é especial!
O sol já aquecia bastante aquela hora, por isso o calor já dava ar de sua graça!!
Seguiram-se 6 horas de corrida por entre trilhos únicos! A prova que já esperava ser dura e igualmente bonita! Os trilhos técnicos, riachos frescos, floresta húmida, serra desafiante! Havia para todos os gostos!

DCIM108GOPRO


O calor apertava os riachos e canais que atravessávamos eram uma dádiva da natureza!

Single tracks de cortar a respiração! Era impossível ficar indiferente à beleza que nos foi permitido desfrutar!
Os postos de abastecimento, para mim, estavam bem distribuídos e tinham o que precisava! Reforçaria o isotónico!
A melancia (aos kilos) estava boa demais, fresquinha, suculenta e saborosa!

A serra de Montemuro… esta tramada deu luta! Se deu! Como estava ciente do calor e da altimetria da prova (2300 D+), já tinha reforçado a ingestão de água nos dias antecedentes e durante a prova fui bebericando…. E banhando!
Talvez por isso, fiz a serra mais devagar do que desejava, mas sem problemas! Vi alguns atletas a passar menos bem a meio da subida! É preciso mesmo ter cuidado redobrado com a hidratação nestes dias de calor!

DCIM108GOPRO

11738057_429884107197285_1626221122654820019_n

Descer parecia ser fácil, mas uma vez mais, e reflictindo sobre o tema, os km 22 a 25, voltaram a ser complicados (como na prova do Faial)! A parte da prova mais desafiante já tinha passado. Teríamos uma subida durinha, mas apesar de já estar a rolar foram quilómetros mais desafiantes do que estava à espera!
Recuperei e foi avançar até à meta! E que feliz que cheguei! Sozinha, sem conhecer ninguém à chegada, mas fiz a festa na mesma!

Só um corredor sabe a felicidade que se sente em atravessar uma meta, mesmo sem ser o primeiro!

BeFunky Collage

Momentos únicos são recordados no video 😉

2 Comments

Say Something