Equipamento usado no Azores Trail Run_ Faial Costa à Costa

IMG_9258

Nem sempre é fácil encontrar “O” equipamento a usar em cada prova! Há aquela teoria que “na equipa vencedora não se mexe”, mas o que é “equipa vencedora” hoje em trail pode não ser amanhã, por todas as características que diferenciam cada prova!

Existem no mercado excelentes marcas, algumas que pagamos bem a qualidade, e que mesmo assim não vão ao encontro de todos os atletas! Por vários motivos como,  não se dão bem com compressão, ou porque não se não bem com a sola, ou porque a costura incomoda…etc! Só com a experiência de prova para prova é que vamos percebendo as nossas verdadeiras necessidades, e os equipamentos que podem ser transversais a todas as provas e os que só dão em algumas.

Conforme vamos aumentando a distância vamos descobrindo também essas necessidades! Por esse motivo resolvi escrever este post, até porque estava preocupada em conseguir o maior conforto possível para esta prova e encontrei várias peças interessantes.

É regra estar tudo pronto na véspera da prova e claro a foto da praxe!

Detalhes do meu equipamento:

DCIM107GOPRO
Caldeira, Faial, Açores
Boné

Uso muitas vezes, seja com sol ou com chuva e frio! Já me protegeu de vários ramos que não estava à espera…

Gosto deste modelo da Under Armour pela tecnologia Super-light HeatGear®. Seja qual a cor destes artigos, se tiver esta tecnologia que ajuda a manter-me fresca (porque tem reflectores solares, é leve e mantém-se seco.
Tenho outros bonés de corrida, mas este como é especifico de mulher é o boné com que me sinto mais confortável

Óculos
Levei, mas não senti necessidade de usar

Top
Usei um térmico justo. Gosto de usar peças justas para evitar que se enrolem entre o camalbak e a pele! Quanto menos costuras melhor!

10945006_856559927751378_8215841009091677301_n
Apanhada noutra perspectiva! 🙂
Calções
Usei uns da Under Armour! Já tinha corrido com eles e gosto bastante por serem leves, mas tenho outros modelos com tecido ainda mais respirável, e acho que deverão ser mais apropriados para distancias maiores. Costumo também usar modelos justos e estou com a sencação que para trail gosto mais de curtos e justos e para estrada os mais larginhos. Também uso corsários mas é preciso estar mesmo muito frio…
Roupa interior…de licra!! Levei de algodão e arrependi-me!

Perneiras e meias
Ainda não cheguei a uma conclusão em relação às perneiras! Já fiz provas com e sem! Já fiz provas com e tive deas baixar! Por todas estas razões prefiro perneiras a meias! 
Como já tinha testado duas vezes as perneiras da compresport e das duas vezes senti-me bem, e com outras marcas por norma sento as pernas aquecerem muito na zona dos gémeos! Com as perneiras desta marca não sinto tanto calor e fiz a prova toda com elas.
Usei também as meias da mesma marca! Tenho o problema de aquecer IMENSO os pés e estas meias são sem duvida as que gostei mais. Para além de não aquecerem tanto os pés (os ténis também têm a sua quota neste tema), também são justas e não enrolam! Já me aconteceu e não foi “bonito”…
Comprei as minhas perneiras pela loja online www.lojatrailrun.net, são super rápidos no envio e costumam ter boas campanhas promocionais

Relógio
O meu TomTom Runner… a “relação” é recente e apesar de adorar o facto de consiguir medir a pulsação sem banda, fiquei desiludida por não ter chegado ao fim da prova! Supostamente com pulsometro e gps deveria dar para 10 horas de utilização e fiquei sem relógio às 7h40 de prova….
Esteve à carga durante a noite e até ao inicio da prova mantive-o em modo voo para poupar bateria.

Ténis
Não foi uma estreia, pelo risco que seria estrear uns ténis numa prova de 48k, mas são os meus mais recentes ténis para os trilhos, os Asics Trabuco 2. Até à data ia intercalando, conforme o terreno e distância com os meus Adidas Vanaka 2 e os queridos Kanadia 6. Nas ultimas provas com muito calor comecei a sofrer ainda mais com calor nos pés e a criar mais bolhas, detectei também que nas provas com mais altimetria estava a ganhar bolha no dedo grande, resumo estão curtos para longas distancias e terrenos mais duros.
Tenho muita dificuldade em acertar com qualquer calçado que seja, com um pé magro e comprido ou fica bom no comprimento e muito largo ou justo e sem espaço de manobra para os dedos!!! 😐 É sempre o drama.
Quando fui à procura de um novo par, o coração queria os Kanadia 7, mas experimentei e não achei grandes melhorias face ao modelo anterior. Os pés gostaram aparentemente dos Adidas Raven 3, pareceram-me dos 3 modelos o mais confortável para mim  que tenho ligeira pronação e tenho tido algumas queixa na planta do pé em provas mais longas, no entanto não fiquei convencida, pelos atacadores e pelo preço.
Experimentei tenis Adidas, Salomon, New Balance e Asics..
Foram os Asics Trabuco 2 que me convenceram! Assim que os calcei gostei de imediato do apoio na parte interior do pé! Não fossem eles super indicados para pronadores! Confirma-se!
Senti algum calor nos pés, mas não tanto creio que à conjugação das meias e estes ténis, mas desde o tamanho ao conforto 5*!
Em estrada pesam-me um pouco, mas a sua estabilidade é inegável e o impacto confortável! Senti-me bastante segura com eles!
Foi uma óptima compra na loja da Asics do Freeport!

Camalbak
Esta prova serviu para testar o Camalbak que ando a namorar há uns tempos!
Não devemos estrear peças em provas, principalmente quando se trata de uma prova que desconhecemos por completo! Mas neste caso ia confiante com o protótipo e correu tudo bem!

DCIM106GOPRO
Este camalbak é da marca Vulpes mountainsportsÉ uma marca recente e portuguesa!!! 
Descobri a marca no Piodão, através da super atleta Carmen Pires. Despertou-me interesse porque parecia um colete confortável. Nessa prova a Carmen usou um modelo diferente do que o que testei. Podem ver aqui esse e outros modelos!
Contactei o responsável pela marca, atleta de ultra trails e ciente das nossas necessidades, que me contou que estava a preparar um novo modelo, e que todos eles são super personalizáveis às necessidades e preferências de cada atleta! Fiquei logo entusiasmada com a ideia de poder personalizar o meu camalbak.
Já andava a sondar várias opções de compra, mas vou mesmo optar por este modelo, com uns pequenos ajustes
O que usei estava em teste e não tendo sido feito à minha medida, parecia! Leve, justo, prático, enfim super confortável! Como se fosse mesmo uma peça de roupa. Este camalbak é de licra.
Receei um pouco que as alças pudessem roçar no ombro, porque o top que usava tinha alças mais estreitas, mas não, foi como se não estivesse a usar nada para além do top! E quando precisava de algo à mão, estava mesmo à mão! Tem várias bolsas e compartimentos para facilitar a organização do material a levar.
Também gosto do facto de todos os compartimentos terem fecho. O pequeno que tenho é com velcro e nunca fica bem fechado…
Outro detalhe é que, por ser assim justinho, no meu caso consigo vestir o corta-vento por cima dele, evitando estar a andar a por e tirar o camalbak, basta ir à bolsa de elástico nas costas e tirar/colocar com facilidade!
Fiquei mesmo satisfeita e assim que tiver o meu mostrarei ainda mais ao detalhe!
Será um camalbak à medida de #elaeamarmita! 🙂

Saibam mais na página de FB da Vulpes Montain Sport

P1020427 (1)
Photo Günter Krome _ in_ www.trailrunning.de
On the road….

Say Something