Deixei de comer carne e peixe. E agora?

Nos últimos tempos recebi mensagens de vários amigos e seguidores com esta pergunta! Fico sempre feliz por me procurarem, mas principalmente porque se atreveram a questionar e a seguir um caminho diferente.
Já contei um pouco do meu processo de mudança nesta publicação, mas cada caso é um caso. Há quem mude de um dia para o outro e também há quem decida não mudar totalmente, mas altere muitos hábitos para melhor.

 


Porque também eu procurei amigos vegetarianos que me dessem uma “luz”, a verdade é que, hoje, posso dizer que é uma questão simples de vontade e atitude. Uma questão de querer. 

Quando os vegetarianos respondem à pergunta “como é que consegues?” com um “é simples!”, é porque é possível ter um equilíbrio entre a decisão e o hábito. Se nos mantivermos no “será que consigo?”, “não sei o que vou comer?”, “e depois, no natal? E nos aniversários…?”…, vamos sempre encontrar mais questões e ver sempre esta mudança como um problema, sem focar na pergunta fundamental “porque é que queremos mudar?” 

Sejam quais forem as razões, saúde, éticas ou até consciencialização (prefiro usar consciência a tendência), são suficientes para mudarmos, ou irmos mudando. 

O que respondo sempre é simples, e partilho convosco: 

-Consultar amigos vegetarianos! 🙂 a partilha de experiências é sempre importante e uma grande mais valia! Percebes que afinal não estás sozinho, e tens muita gente a quem recorrer!

-Consultar um nutricionista/ especialista. No meu caso, quando alterei a minha alimentação estava a treinar com mais regularidade, por isso recorri a um amigo formado em desporto e com um vasto conhecimento na área, que me ajudou na fase inicial a compreender os macronutrintes necessários para mim. 

-Pesquisar! Há muita informação disponível e sugiro sempre a saberem mais no site do centro vegetariano – https://www.centrovegetariano.org/

-Colocar a mão na massa! Para mim, foi o melhor que fiz para aprender mais e sentir mais segurança na minha decisão. Estou a falar de workshops! Deixo-vos os links de publicações que fiz sobre uma das minhas experiências:
http://www.elaeamarmita.pt/cozinha-vegetariana-quem-gosta-repete/

-Livros de receitas! Sou fã! Temos muito boas opções nas nossas livrarias! Deixo-vos aqui alguns dos que mais gosto e não vivo sem! A verdade é que o primeiro que comprei foi o da Gabriela Oliveira, porque achei super descomplicado! A verdade é que depois de ir ao seu Workshop percebi que era ainda mais simples e prático! E sim a vida de um vegetariano é mais simples do que maior parte imagina! 😉

-conhecer novos restaurantes vegetarianos! Uma das coisas que mais gosto de fazer desde que sou vegetariana! Nunca antes dei tanto valor a ir a um restaurante! Passei a ter um paladar muito mais apurado e a ter verdadeiro prazer em descobrir novos condimentos! O melhor de tudo é que, cada vez há mais opções! Mais ou menos económicas!
Em breve vou publicar os que conheço e gosto, mas deixo links onde podem encontrar várias e boas opções:
http://ondelisboa.com/2017/02/04/restaurantes-vegetarinos-e-vegan-lisboa/
http://ilovebio.pt/restaurantes-vegetarianos-lisboa/
http://ilovebio.pt/restaurantes-vegetarianos-porto/

-Ter atenção aos rótulos! não só para perceber se é mesmo um alimento vegetariano (sem qualquer derivado), e para se perceber se é realmente rico para a alimentação!
Fala-se muito que ser vegetariano é caro. O leite vegetal pode até ser mais caro, no entanto os legumes, frutas, arroz não são assim tão caros. 🙂  É normal que numa fase inicial haja um investimento tanto em livros, como em ingredientes que não usávamos anteriormente, no entanto não é “mais” caro ser vegetariano. Também há que saber escolher! 

-Sentir o que nos diz o corpo! Estar atento. Ir introduzindo novos alimentos, ir percebendo o que nos faz bem e que necessidades sentimos!
Por norma faço análises uma a duas vezes por ano para ver se está tudo bem. Recomendo sempre a fazerem-no também!

Acho que o melhor de tudo é sabermos que somos livres de tentar, de testar e perceber o que realmente faz sentido para nós! Se for uma decisão tranquila e consciente, acredito que tudo se torna mais simples e descobre-se muitas vantagens! 😉

2 Comments

  • Este post chega na altura certa. Sinto que cada vez mais o meu corpo me pede para largar ou pelo menos reduzir a carne. Tenho optado por variedade de alimentos e sementes, algo que há uns anos atrás não me passaria sequer pela cabeça!

    • Fico muito feliz por isso! Também acredito que cada vez mais há uma maior consciencialização para a realidade e como podemos melhorar a nossa vida e evitar sofrimento de outras vidas. Sempre reflecti um pouco, mas também há uns anos não imaginava como seria possível uma mudança assim, e hoje sem dúvida é das coisas que me faz mais feliz. Acho que o melhor é termos esta oportunidade de mudar, melhorar. O que já lá vai, já lá vai. Interessa o que temos pela frente e as opções que temos liberdade de tomar, não é?! 🙂 força e continua! beijinho

Say Something