Corri uma maratona e adorei!

Já lá vai uma semana desta experiência incrível!

_MG_6295
Tive oportunidade de expressar um pouco do que sentia neste post, mas gostava de partilhar mais do que foi esta experiência de correr uma maratona, no entanto sempre que consigo parar um pouco para escrever faltam-me as palavras, os dedos não acompanham o que as recordações traduzem!

Recordo em como tudo o que se passou antes da maratona, é tão ou mais importante que a própria maratona!

A tomada de decisão, a expectativa, a alegria, o plano de treinos, os treinos, a família e os amigos, os altos e baixos, os receios, os objectivos….
O facto de treinar com regularidade e participar em provas permite ter sempre novos objectivos e planos de treino adequados aos meus objectivos e tendo em conta a vida pessoal e profissional.

Quando tomei a decisão de correr a maratona, logo percebi que estava longe de ser “mais uma prova” do calendário 2015. Foi uma vontade crescente que se foi gerando, o incentivo de amigos, e um convite para vestir a camisola da minha empresa em nome de uma causa ajudou a decidir!

Encarei os treinos com animo e adorei a ideia que 2 meses antes já estava a trabalhar para o desafio. Neste percurso houve muitoooos treinos, muitos por minha conta, e sempre que possível com o meu marido, amigos e o meu grupo de treino orientado pelo mestre Eduardo! Tive dias difíceis, duvidas, inseguranças e alegrias! Sim, também houve alegrias, convívios, conquistas…! E é neste percurso que revejo a minha primeira maratona!

A expectativa para o dia sempre foi chegar ao fim sem parar. Assim foi!
Achei desde o inicio que ia rápido demais para o que me tinha proposto. São muitas emoções e a energia contagia a correr! É fácil sair do registo, mas ia controlando pelo relógio! Encontrei um ritmo confortável e fiz uma média de 5:34m/km.
Percebi que, pela 3ª vez que faço uma distancia acima dos 35k, o meu muro é entre os 25km/27km!
Tive a sorte de fazer grande parte da prova acompanhada de uma amiga, Numa maratona nunca estamos sozinhos, mas termos alguém conhecido por perto anima bastante. Ver o João em vários pontos da prova também foi muito bom!

Aos 32k, lembro-me do João me acompanhar por uns metros e fazer algumas perguntas às quais não sabia bem responder, a minha cabeça só processava a mensagem “está quase”. Nessa altura ganhei um boost extra que me permitiu acabar a prova com o mesmo sorriso com que comecei! Lágrimas também! Só ter a oportunidade de participar emocionou-me à partida e na meta!

Porque é difícil expressar todo este percurso em palavras, fica um pequeno video com vários momentos desde o primeiro treino para a maratona até à chegada à meta!

Obrigada a todos os que torceram por mim, antes e durante! A quem gritou o meu nome, à minha empresa, a quem segue #elaeamarmita, aos meus amigos e em especial à minha família e ao meu marido que muito aturaram! 🙂

5 Comments

Say Something